quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Fim do ano




Nunca esperei tanto para ver um ano acabar. Este me deixou cansada. Demais. Há tanto para esquecer; a tanto para não repetir. Felizmente, quase na mesma proporção, há o que comemorar.

Um ano novinho em folha. É tudo o que quero; é disso que preciso. Páginas em branco para encher de coisas, pessoas e histórias que valham a pena; para ter mais 365 oportunidades de aprendizado e, principalmente, de felicidade. A vida é isso. A cada dia renovamos, ao menos, a esperança de nos sentirmos completos, felizes.

Um Feliz Ano Novo a todos/as!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Everybody wants to rule the world...

Algumas vezes, antes de dormir, acabo ficando com uma ou outra música na cabeça. Hoje me veio esta...


Alguém ai é deste tempo? Ahhh! Eu espero que sim! Tears for Fears! Clássico! [risos]
Aliás... Hoje, após visitar o blog da minha amiga @amanda_arm, descobri que sou um brontossauro musical... É sério! Verifiquem o post de segunda-feira lá no Sai Daqui! e pensem... sabe alguém que conhece e gosta de 95% daquelas músicas? Sou eu!


domingo, 12 de dezembro de 2010

Do tempo...

Acho que escrever liberta. Pelo menos sempre gostei disso. O que não significa que o faça com grande destreza. O dia de hoje, repleto de memórias e alegrias por estar com as pessoas que mais prezo e amo no mundo, me fez pensar que muito perdemos por não verbalizar! E isso às vezes nos custa tão pouco... na maioria delas, só tempo!

Aliás, clichê ou não, o tempo é mesmo o melhor remédio. E por falar nele, encontrei nos meus 'rabiscos digitais' um texto pequeno, que foi produzido depois de assistir a um filme que considerei belíssimo: Mar adentro.

Não. Não procurem por estilo ou uma grande coisa. O que escrevo é simples. E creio que sempre será

***


E de repente mergulhamos num vazio. E é como se não houvesse mais nada além dos pensamentos. Concha no ouvido; barulho do mar. fechar os olhos para enxergar melhor o que se sente.


E de repente o vento leva tudo embora. Ainda que nem tudo se vá, ele segue. E os olhos seguem fechados, procurando ver o que já não sentem.

E de repente os olhos secos. Não há mais lágrimas; nem emoção exacerbada. Acabou o barulho, o turbilhão, a dor. E o mar segue. Nem tranquilo e sereno; nem agitado e assustador.


Olhos abertos, já não sentem da mesma forma. E já não olham para trás.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Sunscreem - Love You More

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Legião Urbana - Tempo Perdido

Mais uma para a trilha de hoje... Legião é sempre Legião. Renato Russo é único! E o trabalho segue com música!

"[...]
Veja o sol
Dessa manhã tão cinza
A tempestade que chega
É da cor dos teus olhos
Castanhos...

Então me abraça forte
E diz mais uma vez
Que já estamos
Distantes de tudo
Temos nosso próprio tempo[...]

Não tenho medo do escuro
Mas deixe as luzes
Acesas agora
O que foi escondido
É o que se escondeu
E o que foi prometido
Ninguém prometeu
Nem foi tempo perdido
Somos tão jovens..."