terça-feira, 8 de janeiro de 2013

E não deu outra... virou o ano, faxina nos contatos do Facebook.



Não me entendam mal, mas não me sinto confortável em  ter uma lista de ‘amigos’ com mais de 400 nomes. Alias, chegar aos 200 é um exagero. Até dezembro de 2012 estava com quase 400 contatos no Facebook.  Sim, sim... Quase uma pessoa insignificante, já que conheço perfis com mais de mil. Há outros com a cota estourada, com mais  de 5 mil contatos. Mas são figuras públicas. Fato perfeitamente compreensível.
Eu NÃO CONSIGO.

Então, assim como fazemos nos guarda-roupas vez por outra, abri meu perfil e comecei a tirar nomes.  Não que eu não goste das pessoas, mas algumas aceitei porque nem todo mundo sabe receber um Não como resposta...

 - Oi Carol, te adicionei no Facebook! Não vai me aceitar?
- Não, cara pálida. Não vou!

Mas essa resposta não vinha... E eu aceitava.  Com uma série de nomes diferentes, tive que começar a fazer a segregação dos contatos: as listas. Família, trabalho, amigos, ex-amigos... CHEGA!

Exclui. Exclui pessoas que nunca encontrei pessoalmente; exclui pessoas que simplesmente não dão notícias nunca; exclui pessoas que nunca postam coisa alguma a não ser fotos de si mesmas (aquelas tiradas com o celular, fazendo caras e bocas* ).

A esta altura um espertinho deve pensar**  : - Ah! Basta cancelar a assinatura do perfil. NÃO. Não basta. Meu problema seria o mesmo: ter uma quantidade absurda de gente com acesso a informações – ainda que mínimas  - a meu respeito  por nada. Para nada. No thanks. Prefiro o ‘AVADA KEDAVRA’ do cancelar amizade. Simples assim.

Outro, mais xiita do que o primeiro, talvez diga que eu deva sair desta rede social, já que não quero adicionar amigos... Amada criatura do Senhor: eu não disse que não adiciono pessoas. Disse que exclui as que não fazem mais sentido e que não adicionarei outras que não o fizerem.  Além disso, gosto da possibilidade de divulgação de textos, notícias, links e da facilidade de compartilhar tudo isso com que faça diferença na minha rede de contatos. Ok?

A menos que a grande massa não tenha percebido, o foco do Facebook é comercial***  por isso, baby, eles não querem saber se seu almoço estava très chic ou se foi um ‘sanduba’****.  Aliás, nem eu! Essa é uma ferramenta livre, mas EU uso com moderação . Faça o mesmo. Antes que aquelas suas fotos fazendo biquinho sejam vistas pelo seu chefe.



* Aliás, um pedido:  você se ama de verdade? Então pare de tirar fotos suas com o celular e publicar no facebook. Coisa medonha.
** Se é que alguém chegou até aqui, pois como já nos expressamos em 140 caracteres, poucas pessoas conseguem ler mais do que dois parágrafos hoje em dia.
*** Ah não? Não é? Então porque tantos links patrocinados?
**** A menos que você esteja divulgando alguma marca / lugar  que possa vir a trazer algum lucro para eles. Direta ou indiretamente.
Hasta la vista, baby.

Nenhum comentário: