segunda-feira, 2 de março de 2015

Livros 2015 - A viagem de cem passos



E eis o segundo livro do desafio! O primeiro do Jornalista / Editor / Correspondente Internacional e... escritor (nas horas vagas #maldade) Richard C. Morais.



Morais, Richard C. A viagem de cem passos. Rio de Janeiro: Record, 2014.

Quando lemos algo que nos contagia é muito fácil falar a respeito... Mas e quando não? Pois é. Esse livro foi uma indicação de leitura.  E confesso que fiquei feliz quando terminei de ler  percebi, ao  desabafar sobre o que tinha achado dele, que a pessoa que me indicou concordava comigo na maioria dos aspectos. Ufa!

 O que salvou a obra para ela (e para mim) foi a construção de um imaginário universo da gastronomia. Ponto. É o que interessa no livro. Sobretudo quando se conhece pouco (ou nada) sobre o tema... Então, nesse quesito, o livro é bom: toda a gama de complexas criações, dramas, sacrifícios, trabalhos, premiações que - supostamente - fazem parte do mundo de quem vive de encantar paladares e criar sensações através de cores, sabores, aromas e harmonizações. Não. Não há receitas completas no livro (nem isso), mas o autor utiliza processos comuns da cozinha como metáforas - muito pobres, na minha opinião - para a vida.

 Apesar de todo apelo gastronômico, achei o livro insosso. Há um excesso de falso drama do início ao fim que só me fez lembrar uma mescla  do pior de "Quem quer ser Milionário" com "Comer, Rezar e Amar" e Ratatoulie.

O autor

Richard C. Morais foi, por muito tempo, Editor Sênior e correspondente internacional da Forbes, mas resolveu fazer algo que trouxesse mais comoção para sua vida e, consequentemente, à vida de outros. Sobre isso ele mesmo se explica:

"The 21st century started with a frightening bang and the more journalistic “analysis” I read or saw or heard, about the nature of our collective problems, the more befuddled I became. The changing nature of the media and its economic pressures were programming ever more superficial journalism. But sometimes, when reading a novel or watching a film, I found myself deeply moved, for these fictional works had cut clearly to the core of a matter and reached me in ways the talking heads on the tube never had."

Texto completo do autor  (em inglês) aqui

A história

Dividido em quatro momentos principais (Mumbai, Londres, Lumière e Paris), o autor apresenta a vida de Hassan Haji, um indiano que vê sua família se formar e de extinguir em torno do universo dos restaurantes. Como quem vê em flashs uma sequencia de imagens, o narrador protagonista apresenta cada um dos personagens e sua importância para a formação do seu amor pela culinária. Isso porque ele está - quase o tempo todo - falando em pratos típicos daqui e dali -  chegando a ser cansativo, dando vontade de pular meia dúzia de páginas só para termos alguma emoção.

Segundo o próprio Hassan, sua primeira memória é de - quando criança - estar no berço e sentir o cheiro da comida preparada na cozinha do restaurante paupérrimo com que seus pais começam a ganhar a vida. Não. O texto não convence no apelo dramático. Os personagens não tem um perfil bem traçado. Os momentos que deveriam ser os mais emocionantes são inconclusivos e, às vezes, temos a impressão de que o Richard não sabia mais o que fazer para terminar o livro. A personagem secundária - que a meu ver seria a estrela da história - Madame Mallory -  ganha vários capítulos e, depois de travar um embate gigantesco com o pai de Hassan, passa por uma 'conversão' tão fraca e tão curta que, céus, temos vontade de largar a obra e dar uma olhadinha nos classificados.

Curiosidades

Richard já está com seu segundo livro à venda por ai: Buddhaland Brooklyn.Clique no link e descubra um pouco mais sobre essa publicação.

O filme foi adaptado para o cinema e lançado em agosto 2014, concorrendo ao Globo de ouro deste ano, na categoria Melhor atriz - graças à  Helen Mirren - mas não levou.

Cartaz do filme:


Trailer da adaptação para cinema: 

Para saber mais:

Sobre o livro:  The 100 foot journey 

Sobre o filme:  The Hundred Foot Journey 


Nenhum comentário: