terça-feira, 13 de outubro de 2015

Os sapos

Meu pai sempre me dizia que para vivermos precisamos engolir alguns sapos...  E eu sempre odiei isso: tanto a expressão quanto o fato. Sempre imaginava o bicho liso tentando se safar de minha garganta enojada... Aquelas patinhas pegajosas tocando tudo o que encontrassem pela frente... Sumindo VIVAS para dentro de mim.
Fonte: https://visaoestreita.wordpress.com/tag/engolir-sapo/ 

Ainda me lembro da primeira vez que ele me disse isso. Eu devia ter uns 12 anos e, chegando a época de férias escolares, chegava o tempo de passar mais uma temporada na casa de praia de uma tia que era o legítimo pé no saco. Eu gostava da praia; não gostava das regras - nunca gostei de regras - mas para estar na praia, precisava estar com ela. Logo ela era o sapo da vez.

Hoje vejo que esse era um sapinho pequeno... O que meu pai não teve tempo de me contar, mas que tenho descoberto a cada dia, é  que esses sapos crescem... E alguns são até venenosos.  Por sorte conclui que era preciso colocar um adendo na afirmação de meu pai: para sobrevivermos, precisamos engolir ALGUNS sapos… outros precisamos aprender a cuspir.

Nenhum comentário: